The-policy-briefing-was-held-on-January-15-at-Cheong-Wa-Dae

Fonte: theinsideofkorea.com

Cinco organizações governamentais anunciaram um plano econômico criativo para 2015 no dia 15 de Janeiro. As organizações que se uniram incluem, o Ministério da Ciência, Tecnologia da Informação e Comunicação & Planejamento Futuro (MSIP) e o Ministério do Comércio, Indústria e Energia (MOTIE).

Como parte desse plano econômico, o MSIP abrirá 17 Centros de Economia Criativa e Inovação (CCEI) neste ano, em 17 cidades diferentes.  O Ministro do MSIP disse que se esforçarão para que seja compartilhado conhecimento e informações entre as pessoas com interesse comum em todos os centros.

Os CCEIs em cada cidade terão focos especificos. Em Seul, o foco será na cultura e o CJ Group irá conduzir o local. O de Gyeonggi enfatizará a Tecnologia da Informação, liderada pela KT Organization. Incheon será o centro do espaço aéreo e Hanjin Group ajudará com o suporte. Ulsan se focará na navegação e terá a orientação da Hyundai Heavy Industries. Gwangju se especializará em automóveis, e a gigante Hyundai Motor guiará as atividades. Em Busan o foco será o setor de varejo auxiliado pela Lotte. O centro voltado à maquinaria ficará no Sul de Gyeongsang, ajudado por Doosan. A LG liderará o centro de Biotecnologia e Energia no norte de Chungcheong.

Sobre o assunto, a Presidente Park Geunhye disse: “Os centros devem oferecer um balcão de serviços que sirva de suporte à empresas e dê sugestões de como atrair investimentos para entrar no mercado exterior, sendo aberto a qualquer pessoa que chegue com ideias. O governo deve ter interesse em melhorar e dar todo o apoio aos centros para que eles possam, perfeitamente, se enraizar.”

O Ministério da Ciência também criará o Vale da Economia Criativa, que se localizará na Província de  Gyeonggi, em Pangyo-dong, Bundang-gu, Seongnam-si. Este vale permitirá que muitas empresas de tecnologia e de jogos possam se fixar, será equipado com as facilidades necessárias e contará com um centro de apoio para aqueles que querem iniciar novos negócios. Ele também oferecerá facilidade na troca de informações entre as empresas e  ajuda com infraestrutura.

O apoio do governo se estenderá para aqueles que possuem formação superior e querem iniciar seu próprio negócio. A Administração de Pequenas e Médias Empresas criará o “Campus de alta tecnologia” para empresas iniciantes. A ajuda fornecida chegará nos próximos três anos, a ser de aproximadamente 1 bilhão de wons (2,5 milhões de reais). Este campus será localizado em Teheran-ro no distrito de Gangnam-gu, Seul, com previsão para iniciar os trabalhos em Junho deste ano, e cerca de 170 negócios iniciantes se deslocarão para lá.

Outra ajuda que o governo coreano fornecerá será em relação a parte de TI. A comissão de Serviço Financeiro (FSC) criará o “Fintech” em parceria com os centros de Economia Criativa e Inovação. Além do investimento de suporte a indústrias com bom potencial de crescimento, tais como empresas de softwares e setores de conteúdo, a FSC também destinará ₩ 200 bilhões (R$500 milhões) para as companhias que participarem do Fintech através do Banco de Desenvolvimento da Coreia.

O MSIP também esboçou o “Plano de Inovação da Fabricação 3.0”, que visa a fusão da Tecnologia de Informação com o processo de Fabricação. Com este plano o governo pretende incentivar 10 mil produtores a terem ‘fábricas inteligentes’, que integrem as partes de projeto, fabricação e distribuição com sistemas inteligentes, diminuindo os custos.

O MOTIE dará apoio as empresas que pretendam expandir o comércio exterior estabelecendo na Associação Coreana de Comércio Internacional um ‘Escritório Chinês’, que terá como objetivo a gestão local de documentos de origem e explorar mercados para exportação, firmando as empresas coreanas no mercado chinês. Com essas medidas, o ministério estima que a Coreia exporte cerca de $600 bilhões de dólares este ano. Também esperam que estrangeiros invistam $ 20 bilhões de dólares no mercado nacional.

Fonte: Korea.netkoreajoongangdaily.joins.com

avatar
About Adriano Henrique

Editor de Conteúdo (São Paulo) – Funcionário Público, intérprete e tradutor (LIBRAS e Inglês), apaixonado por K-pop e tecnologia, tem se dedicado a divulgação da música e cultura coreana no Brasil.

One Response to Governo coreano investirá nas indústrias criativas em 2015
  1. avatar

    […] Mais atualmente, com a ajuda e incentivo financeiro foram criados também programas para desenvolvimento de empresas e novas tecnologias. […]


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: