imagem: http://www.rafaelkarelisky.com.br/

imagem: http://www.rafaelkarelisky.com.br/

Superstições podem parecer não ter nenhuma influência na economia de um país, mas e se dez milhões de casamentos forem remarcados devido a uma antiga crença?

A economia da Coreia do Sul expandiu 0.4% no quarto trimestre de 2014, foi o ritmo de crescimento mais lento nos últimos dois anos, de acordo com o mais recente dado do Banco da Coreia (BOK).

O Banco Central coreano atribuiu o fraco crescimento a fatores usuais, tais como o enfraquecimento das exportações para a China e uma queda nos investimentos de infraestrutura, decorrentes da escassez de receitas fiscais.

Notavelmente, o BOK também culpou a queda de casamentos, já que os casais remarcaram suas núpcias para evitar o mês bissexto, um período ruim para se casar de acordo com uma antiga crença, e subsequentemente reduzindo gastos.

A antiga crença que vem mexendo com a economia da Coreia do Sul é a do mês bissexto, que se refere a um mês adicional no calendário lunar que é considerado propicio para a relocação de sepulturas de familiares ou mudança de casa. Casar-se, entretanto, é evitado pois acredita-se que os casais que se casam neste mês são destinados a um relacionamento tenso ou a não terem filhos.

No ano passado, o mês bissexto caiu entre 24 de outubro à 21 de novembro, um período muito popular para casamentos. Cerca de 40% dos casamentos acontecem neste período, segundo estatísticas do governo. Os dados da Statistics Korea demonstraram que o número de casamentos no mês de novembro caiu para um minimo histórico desde que a agência do governo começou a compilar os dados em 2000.

Um total de 23.600 casais casaram em novembro do ano passado, o que representou uma queda de 16.9% em relação ao ano anterior. Os varejistas, enquanto isso, foram ágeis em reprogramar suas promoções para os casais que se preparam para suas núpcias.

A Loja de Departamentos Lotte, a maior operadora de lojas de departamento do país, disse ter adiantado as promoções de casamento para atrair os clientes que mudaram as datas  do casamento para evitar o mês bissexto. Mesmo assim os consumidores gastaram 14.5% a mais da media, comparada com o ano de 2013, de acordo com a Lotte.

Fonte: Yonhap News Agency.

 

avatar
About Leslie Bernicker

Editora Chefe Boletim Informativo. Estudante de jornalismo, apaixonada pela Coreia do Sul, passa horas assistindo a doramas e está sempre a procura de novas bandas no cenário musical coreano.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: