Palácio Gyeongbokgung

Palácio Gyeongbokgung – Fonte: LEESUNGWOO / CC BY-SA (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)

Se você pretende ir para Coreia do Sul, a parada que – sem dúvida alguma – não pode estar fora do seu roteiro é a visita ao Palácio Gyeongbokgung (경복궁).

Construindo pelo rei Taejo (Yi Seong Gye) – que reinou entre 1392 e 1398 – o palácio foi a principal residência da família real na Dinastia Joseon (1392 – 1910). Seu nome significa o “palácio abundantemente abençoado pelo céu” e reflete assim, o desejo de seus fundadores de que a dinastia prosperasse.

História

A história do Palácio Gyeongbokgung está marcada por lutas e reconstruções. Em 1592, ele foi destruído por um incêndio causado por um exército japonês e ficou abandonado por cerca de 270 anos.

Em seguida, já em 1867, por ordens do príncipe regente Heungseon (1820 – 1898), o palácio foi restaurado. Dessa forma, cerca de 500 prédios foram recuperados. Eles abrangiam um local de mais de 40 hectares e por isso formavam uma pequena cidade.

Por fim, durante a ocupação japonesa (1910 e 1945) o palácio sofreu novos danos tendo 90% de sua estrutura restaurada demolida.

Salões

A área de 495.000m², ocupada pelo Palácio Gyeongbokgung, inclui o:

  • Geunjeongjeon (근정전): salão do trono, onde era esperado que o líder de Joseon e seus governadores lidassem com assuntos do estado. Nesse local, o rei realizava audiências com seus funcionários, dava declarações de importância nacional e cumprimentava enviados estrangeiros. Em 1985, o edifício foi designado como Tesouro Nacional da Coreia nº 223;
  • Gyeonghoeru (경회루): local no qual eram realizados banquetes reais, exames finais e rituais religiosos. Também em 1985 foi registrado como Tesouro Nacional da Coreia nº 224;

  • Gangnyeongjeon (강녕전): área privativa do rei. Espaço onde ele dormia e conduzia sua vida diária;
  • Gyotaejeon (교태전): edifício usado como alojamento da rainha que tinha como dever supervisionar e gerenciar os assuntos domésticos reais relacionados a todos os membros femininos da corte;
  • Hyangwonjeong (향원정): ilha artificial construída dentro do palácio, considerado o Tesouro Nacional nº 1761. Também se encontra lá o Museu Folclórico Nacional para uma maior e ampla compreensão da vida dos ancestrais coreanos.

minube.com.br

SERVIÇO PALÁCIO GYEONGBOKGUNG

Horário de Funcionamento

Março a Maio / Setembro a Outubro : 9h às 18h (última admissão 17h)
Junho a Agosto : 9h às 18h30 (última admissão 17h30)
Novembro a Fevereiro: 9h às 17h (última admissão 16h)

Ingressos

Adultos (25 a 64 anos): KRW 3,000
KRW 2,400 (grupo de 10 ou mais pessoas)
Idosos (acima de 65 anos): gratuito
Crianças (7 a 18 anos): KRW 1,500
KRW 1,200 (grupo de 10 ou mais pessoas)
Crianças (com menos de 6 anos): gratuito

Endereço

161, Sajik-ro, Jongno-gu, Seoul
서울특별시 종로구 사직로 161 (세종로)

Como chegar

Desça na estação Gyeongbokgung – linha 5 – e procure a saída 3.
Desça na estação Gyeongbokgung – linha 2 – e procure a saída 5.

Dica do BrazilKorea: a cerimônia de troca da guarda do palácio é realizada às 10h e às 14h.

Para mais informações, acesse o site oficial do palácio (disponível em inglês).

 

matéria atualizada no dia 27 de abril de 2020 pela editora Jéssica Lellis.

avatar
About Editores BrazilKorea

Algumas vezes nossos editores trabalham em conjunto. Os autores estão referenciados no fim do texto.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: