Imagem | Elton Pacheco em Seul

Lembra do grandioso Festival República da Coreia que aconteceu em julho deste ano? O BrazilKorea conseguiu conversar com quem estava por trás da preparação daquele incrível evento e hoje compartilhamos a história de Elton Pacheco com a Coreia do Sul e sua carreira diplomática.

CONHEÇA ELTON

O assessor cultural da Embaixada da Coreia, Elton Pacheco, natural de Brasília – DF, é formado em Jornalismo, mas desenvolveu uma paixão por Relações Internacionais e Diplomacia Pública e Cultural após uma breve experiência com a cultura coreana. Esse interesse pelas Ciências Sociais e sua jornada neste caminho iniciou-se em 2011. 

“A minha história com a Coreia começou em 2011, quando eu fiz intercâmbio em Toronto, no Canadá. A comunidade coreana por lá é numerosa e muitos estudantes coreanos escolhem a cidade para estudar inglês. Consequentemente, fiz amigos coreanos e, por vezes, saímos para jantar nos restaurantes da Yonge Street, experimentar as comidas do país e se divertir (quem tem amigos coreanos sabe bem o que é isso!).” 

CARREIRA E AMBIÇÕES

Imagem | Elton Pacheco com jornalista coreanos

Segundamente, Elton detalha com muito fascínio como suas ambições profissionais começaram a direcioná-lo para a Coreia. 

“Sou jornalista de formação e, quando voltei a morar no Brasil, segui na minha profissão. No entanto, tinha uma semente ali plantada de que eu queria trabalhar com Relações Internacionais e Diplomacia Pública e Cultural. Então, alguns anos depois, procurei a Embaixada da Coreia e, por muita sorte (ou coincidência!), havia uma vaga de diplomacia cultural aberta. Fiz todo o processo seletivo e fui escolhido para a vaga. Já são quatro anos trabalhando para promoção da cultura e dos valores coreanos no Brasil. Acho que a minha formação como jornalista contribui bastante para o desenvolvimento do meu trabalho.” 

POR TRÁS DO FESTIVAL REPÚBLICA DA COREIA

Imagem | Elton no Festival República da Coreia

Conversamos um pouco sobre sua produção e participação no Festival República da Coreia que aconteceu online por cinco dias, nos introduzindo a uma perspectiva completamente nova da cultura e educação coreana.

“Sabíamos que a única forma de realizar o Festival República da Coreia em 2020 seria online e tivemos que apostar toda a energia neste projeto. A expectativa foi muito alta, nos perguntávamos se teríamos a atenção e dedicação do público por cinco dias. Até então, nenhum outro formato parecido tinha sido experimentado. Então, partimos do zero. No total, conseguimos produzir todo o conteúdo em três meses, entre vídeos próprios e articulação com parceiros na Coreia. O resultado, como sabem, não poderia ter sido melhor: as pessoas não apenas se engajaram nos cinco dias de programação como também fizeram questão de registrar a sua alegria de receber conteúdo coreano em sua própria casa.”

Clique aqui para assistir os episódios do Festival.

EVENTOS ONLINE

O assessor cultural da Embaixada, Elton, ainda comenta sobre a possibilidade do evento acontecer novamente no mesmo formato deste ano. 

“O resultado foi muito além do esperado. E isso pôde ser percebido nos comentários, na pesquisa de satisfação, na atenção dada pelos parceiros da imprensa, por produtores de conteúdo, como o BrazilKorea, e todo o feedback que recebemos. A Embaixada da República da Coreia é muito grata a toda essa atenção e, sem dúvidas, haverá mais novidades neste formato. Por exemplo, para este segundo semestre, vamos investir em receitas de comida coreana no formato que vocês assistiram no Festival, assim como investir em mais bate-papo e entrevistas com pessoas ligadas aos assuntos coreanos.” 

Elton ainda faz um convite para nossos leitores. “Um pedido que gostaria de fazer é que as pessoas se sintam à vontade em nos enviar sugestões, comentários, críticas e o que mais gostariam de ver em uma futura edição do Festival. Assim, construíremos juntos com vocês uma programação ainda melhor.”

PARA QUEM SONHA EM TRABALHAR COM A COREIA

Imagem | Elton em reunião com apoiadores da cultura coreana

Por fim, Elton compartilhou conosco como é trabalhar diariamente com a Coreia do Sul e deu um ótimo conselho para quem quer seguir nesse caminho.

“A cultura do trabalho na Coreia é rica e extremamente gratificante. No início, tive que trabalhar três vezes mais para acompanhar o ritmo. Basta pensar que o país se reergueu após uma guerra sangrenta, com investimentos fortes e consistentes em educação, e com capital humano, para entender a potência que a Coreia é hoje. Isso por si só é admirável. Meu conselho para quem quer trabalhar com empresas ou órgãos do governo coreanos no Brasil, ou mesmo ir para a Coreia, é focar nos estudos da língua coreana e inglesa, buscar êxitos em suas áreas de formação, montar seu portfólio a altura e estabelecer uma boa rede de contatos com Brasil e Coreia. Há ainda muito a ser estabelecido entre os dois países.”

Elton Pacheco – Twitter / Instagram

avatar
About Maria Elyza Macêdo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: