Recomendação

Recomendação Filmes e Dramas sobre vida após a morte | imagem: imdb.com

Que tal assistir filmes e dramas que falam de vida após a morte? Nesta lista de recomendação você vai encontrar obras incríveis que abordam a temática de forma emocionante, fantástica e até mesmo engraçada.

Para este feriado de Dia dos Finados, fizemos uma pequena lista de recomendação de dramas e filmes que têm como temática a vida após a morte e são obras que trazem reflexões em relação ao nosso tempo aqui na Terra e também em relação a quem já partiu.

Depois dos sucessos de Goblin (2016) e Hotel Del Luna (2019) precisamos recomendar outras obras com temáticas parecidas. Ainda mais diante um ano tão difícil quanto o de 2020, em que milhões de pessoas perderam a vida para o COVID-19, gostaríamos de compartilhar com nossos leitores e leitoras as obras a seguir que além de muito bonitas são reconfortantes.

Esperamos que curtam nossa lista de recomendação para este feriado.

Oh My Ghost (2015) – Netflix

Esta foi minha maior surpresa da lista de recomendação. A princípio, achei que seria um drama fraquinho e sem emoção. Mas é incrivelmente emocionante e engraçado. Oh My Ghost narra a história de duas pessoas, o Chef Kang Sun Woo (Cho Jung Seok), a ajudante de cozinha Na Bong Sun (Park Bo Young) e a fantasma Shin Soon Ae (Kim Seul Gi).

A fantasma está na Terra e acredita que para poder descansar em paz tem que resolver o que deixou para trás na sua vida, que foi o fato de não perder a virgindade. Por isso, Soon Ae, tenta a todo o custo seduzir homens possuindo corpos de mulheres. Até que fica presa no corpo de Bong Sun, funcionária do Chef Sun Woo, que tenta usá-lo para resolver seu problema.

A trama se desenrola para problemas que vão muito além desta crença da fantasma querer perder a virgindade e o envolvimento dos três principais acaba transformando e mudando essas vidas e a morte de Soon Ae.

E também é um chamado para tomarmos coragem para fazer aquilo que gostaríamos de fazer enquanto vivos, para não ficarmos vagando por aí, virando encosto na vida dos outros depois de mortos e muito menos transferindo nossos ressentimentos para eles.

A personagem que mais gostei foi a Bong Sun. Ela trabalha muito e vive cansada. Seu ambiente de trabalho também não é dos melhores, tem um chefe tóxico que a trata com desdém e sempre é invisibilizada. Ela consegue ver fantasmas e eles acabam virando encostos, sugando sua energia, e, por isso, anda tão cansada e não consegue se impor pelas coisas que quer.

Mystic Pop Up Bar (2020) – Netflix

Em Mystic Pop Up Bar diversos temas sociais são abordados, assim como o enfrentamento a angústias. Nesta recomendação acompanhamos a história de Wol Ju (Hwang Jung Eum) que foi condenada a curar angústias de 100 mil pessoas.

No início da série, Wol Ju cura o príncipe com seus poderes e os dois acabam se apaixonando. Wol Ju então é acusada de seduzí-lo e a Coroa acaba assassinando sua mãe, fazendo com que Wol Ju cometa suicídio na Árvore Sagrada, amaldiçoando cem mil vidas.

Como penitência, Wol Ju terá que curar angústias de 100 mil almas na Terra por 500 anos. E é uma bela história que acaba misturando os dois planos: o dos vivos e o dos mortos. Com reencarnações e destinos que se cruzam, a série mostra como a gerente do bar ajuda as pessoas a curarem essas angústias e ressentimentos ao passo em que vai curando a si mesma.

É muito bonito ver como a cada cliente que passa pelo bar, ela acaba absorvendo e aprendendo também com cada um deles. Mystic Pop Up Bar é muito emocionante e é uma bonita passagem pela vida e morte que nos ensina a ser seres humanos cada vez melhores em relação as almas que nos cercam.

Minha personagem preferida é a dona do bar, Wol Ju, que foi uma pessoa totalmente dedicada aos demais durante a vida e que acabou sendo machucada e também machucou muitas outras pessoas. E é interessantíssimo assistir como ela se desenvolve a partir da sua condenação.

Be with you (2018)

Esta recomendação é um muita delicada e emocionante. Conta a história de um pai (So Ji Sub) que cuida do filho (Kim Ji Hwan) após a morte de sua esposa (Son Ye Jin). Antes de sua morte, ela promete ao filho que voltaria a vida quando começasse a temporada de chuva.

O filho fica na expectativa de rever a mãe e aguardando ansiosamente a chuva. E assim como prometido a mãe retorna, porém sem memória. Tendo o pai que recontar a história de como se conheceram e de como se apaixonou por ela. Nunca mencionando que ela havia morrido.

O filho aproveita cada momento com a mãe e fica muito feliz por ela estar entre eles novamente. No entanto, a mãe descobre seu antigo diário e acaba conhecendo sua versão da história. E é muito bonito como ela começa a criar novas memórias com sua família e experiências a partir do que ela acaba de descobrir.

Sabendo que iria embora para sempre junto com a chuva, ela começa a fazer com que seu tempo com sua família seja vivido pensando em quando ela se for. O pai e o filho vivem esse momento e tentam evitar o inevitável que é a passagem da mãe para o além. Enquanto a mãe subjetivamente começa a preparar tudo para sua partida e deixá-los com um futuro mais confortável sem ela.

Minha personagem preferida é a mãe que maximiza os momentos com a família para futuramente trazer conforto e paz para eles. O filme é uma boa reflexão em relação ao tempo que passamos com as pessoas que amamos. Diferentemente do filme, não temos a segunda chance de viver com aquela pessoa que perdemos, mas o filme nos permite refletir sobre como podemos utilizar nossos momentos e eternizá-los, proporcionando conforto aos demais.

Along with the gods

Acompanhamos os eventos após a morte de Ja Hong (Cha Tae Hyun), um bombeiro que morre ao salvar uma menina durante seu trabalho. É um filme de fantasia e ação. Podem esperar desta recomendação um mundo muito criativo e com cenas incríveis.

A premissa do filme é que Ja Hong viveu uma vida exemplar e passará por 7 julgamentos para saber se tem direito a reencarnar. Cada um desses julgamentos traz um deus que é o juiz de cada inferno competente aos pecados a serem julgados, por exemplo: Inferno da Indolência, Inferno do Assassinato, Inferno da Fraude etc.

Ja Hong contará com ajuda de três guardiões que irão atuar como advogados para defendê-lo diante cada inferno. Caso Ja Hong tenha direito a reencarnar, os guardiões ganharão pontos para suas próprias reencarnações também.

O filme traz questões morais sobre as escolhas das pessoas durante a vida e mostra a todo momento a quantidade de pessoas nos infernos e também a luta que é para convencer os deuses de que a alma não merece ir para o inferno.

Até mesmo a moral julgadora dos deuses é colocada em prova quando eles têm que julgar a difícil vida de Ja Hong. Os deuses não mais terão que julgar se esta alma simplesmente cometeu um crime, mas avaliar a complexidade que envolvia suas ações. É um filme de aprendizado que faz uma revisão da vida do recém-morto para que ele tenha um julgamento justo, baseado não em erros mas em como a vida se apresentou a ele.

Meu personagem preferido é o líder desse grupo de guardiões que se envolve e se doa para salvar a alma em julgamento. Ele quebra as regras e questiona os valores. Ele é um verdadeiro empático capaz de se colocar no lugar do outro.

Fontes

imdb.com(1), imdb.com(2), imdb.com(3), imdb.com(4), netflix.com(1) e netflix.com(2).

avatar
About Caio César

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: