Portões de Seul

Imagem: http://www.korea.net/

Olhando pelo mapa, Seul pode parecer apenas mais uma grande metrópole. Mas seu ar vibrante e moderno não são os únicos aspectos que a tornam ainda mais interessante. Nesta segunda parte da matéria Portões de Seul, você conhecerá a história dos 4 portões menores.

Criados pelo Rei Taejo na Dinastia Joseon, os portões de Seul eram símbolos de segurança e proteção nacional contra invasões inimigas. Hoje, são também pontos de visitação e marcos históricos. Na primeira parte desta matéria (acesse aqui), mostrou-se que os 4 portões maiores permitiam o acesso as relações comerciais externas e internas. Já os 4 portões menores eram utilizados para a entrada de visitantes, soldados e pela população em geral.

4 Portões Menores
1) Dongsomun (동소문)/ Hyehwamun (혜화문)
Considerado o mais belo e preservado dos menores portões de Seul, foi construído em 1397, demolido em 1928, reconstruído e reaberto em 1998, sendo recentemente restaurado. Trazendo de forma viva a arte, expressa na pintura presente em seu teto de um grande pássaro, que simboliza a sorte. Sua estratégica localização permite o acesso por diversas direções da capital. Na primavera, com o florescimento das cerejeiras, localizadas aos arredores do portão, sua vista ganha ainda mais destaque, tornando-se um passeio imperdível.
Para chegar: Da estação Hansung University linha 4, desça na saída 5. Ao sair a esquerda, siga a na direção direita, sem atravessar as ruas, percorrendo um percurso de 5 minutos.

Imagem: http://readinform.com/

Imagem: http://readinform.com/

2) Buksomun (북소문)/ Changuimun (창의문)
É o portão mais discreto dentre todos os portões de Seul, e a portaria mais antiga dos portões menores. Construído em 1396, foi demolido em 1592 sob forças japonesas e apenas em 1740 foi reconstruído, à sua estrutura foi incorporada uma torre de madeira. Foi ainda restaurado em 1958, e, em 2008, surpreendido por um grande incêndio. Hoje é considerado o portão mais antigo de Seul. Uma peculiaridade sobre ele, é que ao acessar a torre, é comum que um sinal dispare, e transmita o seguinte informe: “Não deixe o alarme assustar você!”.
Para chegar: O acesso se dá pelo portão Bukdaemun.

Imagem: http://www.travelworldheritage.com/

Imagem: http://www.travelworldheritage.com/

3) Namsomun (남소문)/ Gwanghuimun (광희문)
Construído também em 1396, é considerado um dos portões de Seul de acesso especial, sendo conhecido por registrar a passagem em determinada época de ritos funerários. Foi reconstruído em 1711 e novamente em 1975, sendo reaberto ao público em 2003.
Para chegar: Estação Dongdaemun History and Culture Park (Linha Verde 2 ou Céu Azul 4), saída 3. Siga em frente por 10 metros e tome à direita.

Imagem: http://readinform.com/

Imagem: http://readinform.com/

4) Seosomun (서소문)/ Souimun (소의문) – [Destruído]
Construído em 1396, foi demolido em 1914 pelos japoneses e nunca mais foi reconstruído. Além de servir como uma passagem pública, foi também um dos canais de passagem e de exposição de prisioneiros condenados da época.

Fonte: Travel World Heritage | Read Inform

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Cientista Social pela Universidade de Brasília, Repórter Honorária pelo Centro Cultural Coreano do Brasil e Co-Fundadora do Maūm Ūmsik. Em constante estudo pela compreensão das coreanidades.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: