Loja de conveniência

Lojas de conveniência | Fonte: StockPhoto

Você já deve ter ouvido falar – e até mesmo visto nos k-dramas ou MVs de k-pop – nas lojas de conveniência coreanas. Estas lojas são tão populares na Coreia, que você pode encontrá-las em qualquer esquina e de diversos modelos.

LOJAS DE CONVENIÊNCIA

As ‘convenience stores’ são, normalmente, lojas 24 horas e abertas todos os dias da semana, ou seja, atendem às necessidades da vizinhança a todo momento.

Esses estabelecimentos oferecem uma diversidade de produtos que, surpreendentemente, são encontrados apenas na Coreia ou países do leste asiático, bem como samgak gimbap, dosirak (marmitinhas) e até hot bars, um tipo de espetinho embalado.

Não podemos esquecer do famoso soju, uma bebida alcoólica típica da Coreia, e dos leites saborizados, como o banana milk.

EM TODA PARTE

De fato, as lojas de conveniência lotaram as ruas coreanas. A 7-ELEVEN, GS25 e CU Convenience formam um trio implacável e você vai encontrar pelo menos uma delas, quando visitar um bairro ou rua deste país.

Não é difícil ver estes locais. As luzes e placas vibrantes em neon não deixam-nas passarem despercebidos. A presença dessas lojas são tão requisitadas que você pode encontrá-las, também, no térreo de um prédio residencial e até mesmo dentro de universidades.

Certamente, por estarem facilitando a vida dos coreanos, sobretudo na corriqueira Seul, as lojas foram bem aceitas e são muito procuradas.

FLEXIBILIDADE E ACESSO

Inegavelmente, as lojas de conveniências trouxeram mais flexibilidade para o dia a dia do residente da Coreia. No caminho para o trabalho, para a escola ou para a universidade, você pode, simplesmente, entrar numa dessas lojinhas e encontrar o que precisa.

QUALIDADE, PREÇOS E MODELOS

A qualidade dos produtos desses mercadinhos são – em sua maioria- acima da média e muitas lojas são conhecidas por oferecerem produtos próprios (como o ramen da GS25) e por seus preços super acessíveis (que varia de 4 reais a 30 reais, dependendo do produto).

As lojas estão disponíveis em vários modelos, tanto como estilo mercadinhos, que realizam apenas a venda dos produtos, bem como as que lembram uma lanchonete, que disponibilizam mesas e cadeiras dentro ou fora do estabelecimento, microondas e filtros de água quente para o preparo das comidinhas.

Além disso, também existem lojas de conveniência automáticas. Neste caso, nenhum funcionário está ali para atender ou registrar os produtos, tudo isso é você quem faz. Um dos motivos para a implantação dessa nova tecnologia foi o aumento do salário mínimo por hora na Coreia do Sul.

Em 2018, a média chegou a 7,531 won, que seria, aproximadamente, 35 reais (2020). As lojas são muito procuradas para trabalho por pessoas de idades e motivos variados. Se trabalhassem cerca de 6 horas no estabelecimento, ganhariam, em apenas um dia, quase 210 reais.

Enfim, os donos dessas lojas optaram pela substituição dos funcionários pela computadorização dos seus caixas. Além disso, facilitou imensamente o cotidiano dos coreanos, que têm controle sobre seu tempo na hora de passar suas compras no caixa.

Você já viu uma loja assim, foi ou acha que seria uma ideia considerável para o Brasil? Compartilhe sua opinião conosco nos comentários.

 

avatar
About Maria Elyza Macêdo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: