Língua de Sinais Coreana 한국 수화

Fonte: youtube.com

Ao contrário do que muitos pensam, a língua de sinais não é um idioma universal e, assim como as línguas faladas, cada país tem a sua própria. No Brasil, a língua de sinais é conhecida como LIBRAS, Língua Brasileira de Sinais, e foi reconhecida como segundo idioma oficial da nação em abril de 2002. Na Coreia do Sul, embora não seja uma oficializada por lei, a língua de sinais coreana (KSL – Korean Sign Language), ou 한국 수화 em coreano, também é amplamente usada e difundida pela cultura surda local.

Esta língua não se baseia apenas em simples gestos e mímicas, ela possui estrutura gramatical própria, complexa e expressiva, sendo possível abranger toda área do conhecimento humano na Língua de Sinais. Através dos gestos e sinais com as mãos, braços e expressões faciais é possível transmitir desde de idéias simples e cotidianas, até ideias e sentimentos complexos, abstratos e filosóficos.

Língua de Sinais Coreana 한국 수화

Fonte: ladyjoongang.com

A Língua de Sinais Coreana é usada desde 1889, aproximadamente, e a primeira escola especializada no ensino de surdos que usava o idioma foi aberta em 1908. O desenvolvimento dos Sinais Coreanos tem uma relação comum com a Língua de Sinais Japonesa e a Língua de Sinais Taiwanesa, o que faz terem certas semelhanças em suas estruturas e sinais (palavras). Apesar dos sinais já serem usados na educação da população surda, o oralismo (leitura labial e aprendizagem da fala) era também muito disseminado nas escolas, e na década de 80 o KSDSL (Língua de Sinais Coreana Padrão) também começou a ser difundida nas instituições de ensino.

A KSDSL é uma forma codificada manualmente do idioma coreano, enquanto o KSL é a língua de sinais propriamente dita, desenvolvida naturalmente pela comunidade surda coreana, com sua própria gramática e construção. Com base nos estudos entre os estudantes com deficiência auditiva, comprovou-se que o uso da língua de sinais coreana na educação era bem mais efetivo e fornecia a base necessária para aprender uma segunda língua, normalmente o coreano, do que usar os métodos de oralismo e a KSDSL.

Atualmente, a 한국 수화 tem sido cada vez difundida e estruturada na sociedade coreana, possibilitando que jovens surdos se graduem em universidades e se insiram com mais facilidade no mercado de trabalho.

A língua de sinais possibilita até que músicas sejam transmitidas e interpretadas para surdos. Confira o vídeo da interpretação para 한국 수화 da música “Can You Hear Me?”, OST do drama “Can You Hear My Heart?“. Veja também um grupo de crianças fazendo uma apresentação em Língua de Sinais Coreana e aprenda os números e o alfabeto coreano em 한국 수화 AQUI!

 

Para mais informações sobre a comunidade surda na Coreia do Sul, acesse o site da Associação Coreana dos Surdos (em coreano).

 

 

Fontes: Wikipedia,  moonbythesea.hubpages.com, portaleducacao.com.br, aasl.aacore.jp

avatar
About Adriano Henrique

Editor de Conteúdo (São Paulo) – Funcionário Público, intérprete e tradutor (LIBRAS e Inglês), apaixonado por K-pop e tecnologia, tem se dedicado a divulgação da música e cultura coreana no Brasil.

7 Responses to Língua de Sinais Coreana (한국 수화) – Um idioma que se vê
  1. avatar

    artigo muito interessante e muito bom e muito bonito isso é legal

  2. avatar

    Muito interessante! Obrigada por compartilhar.

  3. avatar

    Excelente artigo. Achava que libras fosse universal. Obrigada.

  4. avatar

    Muito interessante! Fiquei pensando quão útil é aprender uma língua nova juntamente com a linguagem de sinais… Obrigado por compartilhar estas informações!

  5. avatar

    Eu estou interessada em fazer faculdade Libras e estou pesquisando a diferença das línguas nos países e eu fiquei tão chocada em saber que libras não é universal. Isso é muito gostoso de saber. E eu sou interessada em kpop (principalmente doramas) e ver esse artigo escrito foi como cair uma luva. Obrigada <3 e é tão raro ver artigos em terra brasileira sobre KSL.

  6. avatar

    Ótimo artigo. Muito informativo!

  7. avatar

    Artigo muito bacana e interessante!!


[top]

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: