dramafever

Imagem: http://techcrunch.com/

Conheça a história do site DramaFever, que possui um grande acervo que inclui dramas e programas de TV coreanos, telenovelas latino-americanas e uma ampla seleção de filmes asiáticos.

O DramaFever foi lançado em 2009 por Seung Bak e Suk Park em um apartamento de Nova York – Estados Unidos. Começou com apenas um drama coreano, descobrindo que este conteúdo era de interesse do público em todo o mundo,  suas raízes na Coreia ajudaram seu crescimento.

Em poucos anos, o site cresceu e se tornou o principal destino online para  programas de TV e filmes. E é referencia para quem quer assistir produções da Coreia do Sul. Porém a empresa não atua somente com programas coreanos, atualmente existem mais de 700 títulos e mais de 15.000 episódios de conteúdo global que é disponibilizado aos utilizadores em todo o mundo usando legendas. A empresa tem acordos com Hulu e Netflix, que são parceiros de distribuição.

 Em 2014, tornou-se uma subsidiária do SoftBank Internet e Media, Inc., uma companhia japonesa de investimentos na área de entretenimento. “Em cinco anos o DramaFever construiu um negócio de streaming de vídeo impressionante baseado na Internet e operando em grande escala. Seung Bak e Suk Park têm um modelo de negócio de sucesso comprovado em uma indústria dinâmica. Estamos ansiosos para ajudá-los a trazer o seu conteúdo de vídeo altamente popular para um público global ainda maior“, disse o SoftBank em um comunicado. Os valores envolvidos na negociação não foram divulgados.

Contando com uma equipe jovem, com mais 90 colaboradores e tradutores em todo o mundo, o DramaFever tem sua sede na famosa Avenida Madison, no coração de Nova York. Sendo considerado um dos maiores distribuidores internacionais de conteúdo televisivo por streaming.

A chegada ao Brasil aconteceu em 2014 e consolidou a operação do DramaFever na América Latina. Entre os dramas e programas encontram-se desde lançamentos recentes como: Kill Me Heal Me, My Unfortunate Boyfriend e Sensory Couple. E clássicos da TV coreana como Boys over Flowers, Secret Garden e City Hunter.

O entretenimento é um dos portões da cultura, e a televisão uma máquina de empatia, disse Suk Park em um Seminário de Mídia. E complementou: Um ótimo conteúdo é uma combinação de trabalho duro, força de vontade e uma execução impecável.

Fontes: DramaFevertechcrunch

avatar
About Alcina Knabben

Editora Executiva (Florianópolis - SC) - professora universitária, mestre em administração, apaixonada pela Coréia (negócios, maquiagem, comidas e TV) tem se dedicado a importação e a divulgação da cultura coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: