ssangyong

Imagem: auto.ndtv.com

A SsangYong é uma das quatro maiores montadoras de carros da Coreia do Sul. A marca destaca-se por seus carros carros da categoria SUV e exporta para o Brasil desde 2016.

A SsangYong Motor Company (쌍용자동차) é uma empresa do setor automotivo coreano. Seu nome significa dragões gêmeos e surgiu como Ha Dong Hwan Motor Workshop em 1954. Na metade de 1963 uniu-se a Dongbang Motor Co. (estabelecida em 1962) criando a Ha Dong Hwan Motor Co.

Em 1964, Hadonghwan Motor Company começou a montar jipes para o Exército dos EUA, bem como caminhões e ônibus. A partir de 1976, foram produzidos uma variedade de veículos especiais. Em 1986 foi assumido pelo SsangYong Business Group (um dos grandes conglomerados coreanos que atua em vários setores da economia) e mudou seu nome para SsangYong Motor. Em 1987, adquiriu o fabricante de automóveis inglês Panther Westwinds.

Em 1991, a SsangYong iniciou uma parceria tecnológica com a Daimler-Benz. O acordo foi que a SsangYong desenvolvesse um SUV com a tecnologia Mercedes-Benz. Isso resultou no Musso, que foi vendido primeiro pela Mercedes-Benz e mais tarde pela própria SsangYong.  A SsangYong se beneficiou  desta aliança, muito tempo depois que a Daimler-Benz parou de vender a Musso, usando projetos Daimler em muitos outros modelos, incluindo a segunda geração do Korando (motor e transmissão ), o Rexton (transmissão),  o Chairman H (chassis e transmissão) e Kyron (transmissão).

Em 1997, a Daewoo Motors, agora Tata Daewoo, adquiriu o controle acionário do Grupo SsangYong, apenas para vendê-lo novamente em 2000, quando o conglomerado encontrou problemas financeiros profundos. No final de 2004, a fabricante chinesa de automóveis SAIC assumiu uma participação de 51% da SsangYong Motor Company. Em janeiro de 2009, depois de registrar uma perda de US $ 75,42 milhões, a empresa foi colocada em liquidação judicial. Os funcionários da empresa e os analistas também acusaram a SAIC de roubar a tecnologia relacionada a veículos híbridos da empresa e não cumprir sua promessa de investimento contínuo. A SAIC tambem foi acusada pelo Ministério Público da Coreia do Sul por violar os regulamentos da empresa e a lei sul-coreana.

Em abril de 2010, a empresa divulgou uma declaração citando que quatro empresas locais e estrangeiras estavam interessadas em adquirir a SsangYong Motor Company. Em agosto de 2010, a Mahindra & Mahindra Limited (India) foi a escolhida, a aquisição de 70% da companhia foi concluída em fevereiro de 2011 e custou a Mahindra 522,5 bilhões de won. A empresa conta com mais de 1645 lojas no mundo, está presente em 126 países e teve mais de 155 mil de carros vendidos em 2016.

SsangYong no Brasil

Os carros da marca começaram a ser comercializados no Brasil em 2016. A empresa tem atualmente em seu portfolio os SUVs e caminhonetes: XLV, Actyon, Rexton e Tivoli.

Em 2017 a Ssangyong anunciou que sua volta ao Brasil aconteceria em 2018 e garantiu que, desta vez, terá uma operação mais sólida e com compromisso de dar a devida atenção, inclusive aos cerca de 17 mil clientes que compraram modelos da marca anteriormente no País. De acordo com a fabricante, existem planos de até de começar a produzir por aqui se a demanda estiver de acordo e as condições forem favoráveis. Até o fim do ano de 2017, a marca tinha 30 concessionárias, volume que deve aumentar para 50 em 2018, de acordo com o diretor da Venko e da Ssanyong Brasil, Marcelo Fevereiro.

Fontes:  carros.ig.com.br, wikipedia e Ssangyong Brasil

avatar
About Alcina Knabben

Editora Executiva (Florianópolis - SC) - professora universitária, mestre em administração, apaixonada pela Coréia (negócios, maquiagem, comidas e TV) tem se dedicado a importação e a divulgação da cultura coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.