Halal

Imagem:yonhapnews

Alimentos especiais como os Halal, que normalmente pertencem a menus de restaurantes, estão sendo servidos nos principais hospitais da Coreia do Sul, atendendo assim um número crescente de pacientes do Oriente Médio.

Registros do Ministério da Saúde e do Bem-estar e instituições médicas mostraram um aumento constante do atendimento de pacientes originários de países do Oriente Médio. No ano passado, cerca de 3.000 pessoas dos Emirados Árabes receberam cuidados de hospitais sul-coreanos.

Os pacientes desta região necessitam de alimentos e bebidas que são permitidos e preparados de acordo com a lei islâmica, conhecida como halal, e os hospitais locais estão atendendo suas necessidades através de esforços especiais.

O Hospital da Universidade Nacional de Seul citou que desenvolveu 22 novos itens de menu que vão desde sopas e aperitivos para saladas e pratos principais por meio de uma força-tarefa especial que começou a trabalhar em maio do ano passado. Membros coreanos das equipes hospitalares foram em viagens de negócios para comprar materiais de cozinha e ingredientes necessários para os alimentos halal que não estavam disponíveis localmente.

Havia muitas coisas que não estavam sendo importadas para o país. A equipe do hospital teve que ir para o estrangeiro para comprá-los, e, por vezes, ex-pacientes ou seus responsáveis enviavam para nós“, comentou Seo Soo Ryang, que estava na força tarefa.

“Assim como diferentes regiões da Coreia do Sul têm diferentes gostos alimentares, os pacientes têm preferências pessoais em alimentos halal“, citou ela. “Precisamos de ajuda para ser capaz de resolver os limites na disponibilidade de ingredientes.

O Severance Hospital comentou que é extremamente cuidadoso sobre certificar-se que os ingredientes que eles usam em alimentos halal atendem rigorosamente os requisitos:”Os alimentos são vendidos em pacotes individuais depois de serem trazidos para o país em grandes quantidades, como carne de cordeiro, não têm rótulos separados“, comentou um funcionário da equipe de nutrição do hospital. “O que fazemos é fotografia do rótulo e de outras informações sobre as fontes de alimentos.”

O Samsung Medical Center está atento aos eventos islâmicos, como o Ramadã, quando comer é proibido desde o nascer ao pôr do sol. Funcionários do hospital disseram que fornecem menus especiais para o jantar durante o período e aumentam as porções.”Os pacientes do Oriente Médio são cuidadosos não apenas sobre o Ramadã, mas também em relação as horas de orar e contato com as mulheres“, comentou Lee Sang Chul, chefe dos serviços de saúde internacionais do hospital. “Prestamos muita atenção aos serviços não-médicos também.”

A Coreia tem investido em oferecer serviços médicos para o publico internacional, através de atendimento diferenciado e várias promoções inclusive com isenção de impostos para alguns procedimentos cirúrgicos. Leia mais, AQUI.

Fonte: yonhapnews

avatar
About Taisa Aguilar

Editora Colaboradora (Rio de Janeiro - RJ) Estudante de Ciências Contábeis. Apaixonada desde muito tempo pela cultura asiática (principalmente japonesa e coreana). Cosplayer nos tempos vagos, adora assistir animes, ler mangá e ouvir música. Sonha um dia visitar a Coreia e o Japão

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: