Imagem: worldfinance.com

Devido ao seu planejamento urbano detalhado e ao desenvolvimento sob-demanda, a cidade de Songdo conta com um dos desenhos urbanos mais estruturados e modernos do continente Asiático. Saiba mais em nossa matéria.

A Pergunta que não quer calar: – O que faz uma metrópole ser…  uma metrópole? O governo coreano está tentando colocar em uso, no seu novo projeto denominado a cidade do futuro – Songdo, as respostas que possam vir dessa pergunta. Tudo isso em um terreno de seis quilômetros quadrados, à beira do Mar Amarelo, na cidade “Songdo”.

Localizada a 56 km de Seul, na Coréia do Sul, a cidade promete ser a mais “verde” e inteligente do planeta, envolvendo um investimento de quase R$ 80 bilhões.  Apesar da megalomania do projeto, ele já está saindo do papel, em 2011 eles já tinham algo em torno de 40% da estrutura da cidade, pronta e operante.

Com tudo que há de mais moderno em tecnologia e noções de urbanismo, onde tudo é planejado para facilitar a vida do cidadão. As ruas têm sensores no asfalto, também será uma cidade “wireless”, totalmente conectada – para se ter ideia, até as garrafas de refrigerante vendidas no supermercado terão uma etiqueta eletrônica; depois de usadas, se as garrafas forem jogadas no cesto de lixo correto para reciclagem, o morador ganhará descontos nos impostos.  A água das residências, por exemplo, será reutilizada na irrigação. Já o lixo, tanto o orgânico quanto o reciclável, será transportado por meio de canos pressurizados, dispensando a necessidade de coleta. A nova metrópole ainda terá muito outros “mimos”.

Por ser uma nova cidade inteligente, Songdo também é chamada de Cidade Ubíqua, (O conceito de Cidade Ubíqua se origina do termo tecnológico Computação Ubíqua, que refere-se à existência de computadores interligados entre si e presentes em todos as partes, integrando-se às atividades humanas),  é reconhecida assim devido à sua ambiciosa proposta de integrar todo o seu sistema urbano à rede, através de sensores e mídias conectados a um grande centro de controle. A coordenação entre os dispositivos permite inúmeras aplicações, além de fazer da informação onipresente, dado que os prédios da cidade estão conectados entre si.

Confira na íntegra o projeto (em inglês) AQUI!

Imagens do projeto AQUI.

Fonte: Songdoibd e Wikipedia

avatar
About Lamara

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: