Imagem: cetusnews.com

Em 3 de novembro de 2017, cinco cartunistas sul-coreanos foram os vencedores do Prêmio Our Manhwa Today. Os Manhwas são os famosos quadrinhos coreanos.

Histórias em quadrinhos vêm ganhando muita força desde a década de 1990, editoras como DC e Marvel conquistam fãs de todas as idades. Contudo, a Ásia também tem seu amor pelos quadrinhos, sendo os mais conhecidos, os famosos “mangás” japoneses. E agora é a vez da Coreia do sul provar seu valor com os seus interessantes manhwas.

As histórias vencedoras do Prêmio Our Manhwa Today 2017 são:

  • Danji” pela cartunista Danji,
  • Myeoneuragi” de Soo Sin-ji,
  • San Francisco Hwa Rang Kwan” de Dolbae,
  • Eu esqueci de trazer minha carteira” por Miyeokuihyoneung e
  • Cashero” pela equipe befar.

Todos os ganhadores receberam um prêmio em dinheiro de 5 milhões de won.  Além disso,   o prêmio foi entregue pelo ministro da cultura em uma cerimônia no Museu Manhwa da Coreia, em Bucheon, província de Gyeonggi.

O prêmio anual, organizado pelo Ministério da Cultura, Esportes e Turismo é dado aos cinco melhores manhwas  do ano. É considerado um dos melhores prêmios de quadrinhos na Coreia. Desde a sua criação em 1999, muitos cartunistas locais já ganharam a premiação.

Esse ano os manhwas premiados lidaram com temas sociais, principalmente do universo feminino e seus dilemas. Confira abaixo as histórias de alguns desses quadrinhos ganhadores:

O manhwa”Myeoneulagi“, um nome carinhoso para nora, recebeu altas notas por lidar com os conflitos entre sogra e nora. Sua história  gira em torno da empresária Min Sa-Rin, que mora com o marido e a família dele. Como nora, Min tenta se dar bem com sua sogra, mas ela ainda acredita que as mulheres deveriam focar mais em tarefas domésticas.

Imagem de “Myeoneuragi” . Fonte: https://goo.gl/WvFzeL

Danji também é apreciado por muitas leitoras do sexo feminino por lidar com o tema da violência doméstica. O título é o mesmo que o nome da autora, pois o quadrinho é uma autobiografia.

O manhwa é sobre uma família que tem uma forte diferença de gênero, com uma preferência ao filho homem. Naquela época, ela não reconheceu que era violência porque era muito jovem. Mas, à medida que envelhecia, ela percebe que foi discriminada por seus pais, em comparação com a irmã mais velha e o irmão mais novo.

“I Forgot to Bring My Wallet” está em linha com “Myeoneulagi” e “Danji” por lidar com problemas enfrentados por muitas mulheres. O foco é como sobreviver sendo mãe solteira.

“Cashero”, uma palavra combinada com dinheiro e herói, aparentemente lembra um trabalho de quadrinhos de super-herói, mas o tema é completamente diferente.  Cashero refere-se à geração jovem de baixa remuneração provocada por um mercado de trabalho instável.

Imagem de “Cashhero”. Fonte: https://goo.gl/WvFzeL

Para saber mais acesse: Fantasia Bucheon e Komacon.

Se você tem mais curiosidades sobre o assunto, o BrazilKorea tem diversas matérias interessantes sobre manhwas, para acessá-las basta clicar AQUI!

avatar
About Lia Carvalho Kesselring

Editora de conteúdo (Brasília) – Futura Internacionalista, mineira germânica candanga. Gosta de 4Minute (K-pop) à Mozart, de Personnal Taste (k-drama) à Game of Thrones, e de Bulogi (churrasco coreano) à Queijo com Doce de Leite.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *