obangsaek

Imagem: z Q (Flickr)

Se você alguma vez já buscou por imagens da Coréia do Sul seu inconsciente deve ter memorizado que uma padronagem de cores se repete. Roupas tradicionais, pinturas em templos, itens do dia-a-dia, danças folclóricas e até mesmo a elaboração de alguns pratos típicos seguem este esquema de cores. Seus olhos não estão enganados, essas são as verdadeiras cores da Coréia e juntas são conhecidas como obangsaek. Saiba quais são essas cores e seus significados; descubra como epitomizam o espírito coreano.

O xamanismo foi por muito tempo uma das religião da Coréia. Assim como sua pluralidade na crença em inúmeras deidades, várias eram as cores usadas nas vestimentas xamãs. Contudo, apenas com a chegada do confucionismo o obangsaek se consolidou.

Obang significa “cinco direções” (norte, sul, leste, oeste e centro) e saek “cor”. Cada direção tem uma cor correspondente.

Norte: preto, inverno, água, rim, gosto salgado, sofrimento e conhecimento. A cor também é associada ao yin;

Sul: vermelho, verão, fogo, coração, prazer e prioridade. A cor representava o yang;

Leste: azul, primavera, árvore, fígado, deleite e benevolência. O sol nasce no leste, e por isso acredita-se que também é carregado de energia yang;

Oeste: branco, outono, ouro, pulmões, pungência e raiva. Com o passar dos anos, a cor foi associada com o espírito coreano e tornou-se a cor nacional;

Centro é associado ao amarelo, solo, baço, doçura, ganância e sabedoria. A cor era a mais nobre de todas e apenas o imperador podia trajar roupas amarelas;

As cores foram amplamente utilizadas na antiguidade, compondo trajes para ocasiões especiais e decorando itens do dia-a-dia que faziam referência às preces para uma vida em paz. Com o tempo, a influência do obangsaek diminuiu, contudo, ainda é um elemento cultural muito importante e hoje se manifesta como desejo de saúde e longevidade.

O obangsaek pode ser encontrado em diversas áreas da vida dos coreanos como: artes tradicionais, arquitetura, gastronomia, terapia alternativa

Pelo que simbolizam, as cores do obangsaek são parte do dia-a-dia dos coreanos. Da próxima vez que você ver alguma imagens da Coréia do Sul ou quando estiver por lá, preste atenção às cores ao seu redor. Você se surpreenderá com a influência que a filosofia exerce sobre a cultura coreana.

Acesse o post completo no Viver a Viagem, veja mais fotos e leia mais detalhes sobre onde podemos encontrar a filosofia das cores aplicada no dia-a-dia dos coreanos.
Siga minha página no Facebook e Instagram.

Até mais!

avatar
About Alexandre Disaro

Editor associado (São Paulo) - Internacionalista de formação e fotógrafo por opção. Gosta de viajar e conversar sobre; cozinhar para amigos; passar horas praticando caligrafia; aprender idiomas; escrever; estudar bandeiras e tomar chá. www.alexandredisaro.com (site como fotógrafo) www.disaro.co (site do blog de viagem)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.