Sun Ock Lee dançando a ZenDance / Imagem: ZenDance.com

A coreógrafa e ex-dançarina Lee Sun Ock oferecerá aulas de ZenDance no Museu de ZenDance em Seul. As aulas são abertas e podem ser feitas apenas por reserva.

As classes serão limitadas a cinco ou dez pessoas por sessão. As aulas poderão ser ministradas ao ar livre no deck (10 pessoas) ou no estúdio de dança dentro do museu (5 pessoas), a depender das condições meteorológicas.

O museu está localizado em uma floresta ao pé do Monte Bugak, no bairro Pyeongchang (Pyeongchang Dong/평창동), norte de Seul.  Ademais, a paisagem serena possibilita um melhor desenvolvimento da ZenDance. Internacionalmente conhecida, Sun Ock encoraja a comunidade estrangeira a também participar da dança.

Por mais de 40 anos, Sun Ock tem ensinado e apresentado nos quatro cantos do mundo. Aclamada como “uma das maiores coreógrafas de dança moderna do mundo no século 20″ por Cherif Khaznadar, ex-presidente da Maison des Cultures du Monde, em Paris. Dessa forma, é amplamente conhecida na Coreia e nos Estados Unidos, por ter criado a forma de dança chamada ZenDance coreana.

Lee Sun Ock estudou com grandes nomes como Yi Mae Bang e Martha Graham.  Recebeu seu doutorado em artes na Universidade de Nova York, em 1984, sendo a primeira mulher asiática a conseguir. Assim, ocupou vários cargos de ensino nos EUA e na Ásia para estudantes e profissionais. Sun Ock  também é secretária-geral da Rede de Artes Performáticas da UNESCO na Ásia-Pacífico (APPAN) e organiza oficinas e festivais.

Afinal, o que é ZenDance?

Criada em 1972 em Nova Iorque, a ZenDance coreana combina técnicas do corpo e da Mente. SunMu ou Seonmu, mescla dança ritual e música coreana com técnicas de dança moderna. Pode ser considerada uma forma de meditação em movimento.

Segundo o site oficial da coreografa: “Uma forma de meditação de dança que desperta o corpo e a mente e é baseada no “Sun” coreano (Seon), que é uma bela técnica antiga de meditação. Invoca movimentos muito simples enquanto pratica a respiração Tanjun (abdominal inferior), focalizando nossa consciência na contração e liberação da área tanjun enquanto vocaliza “Yimoko” (o que é o verdadeiro auto-Kong An) e incorporação com Mudras; Teoria Yin e Yang; O equilíbrio do autocontrole emocional; Improvisação na Dança SunMu-Zen.”

A coreografa já performou e ensinou em teatros e universidades conceituados em todo o mundo.  Além disso, seus repertórios estão permanentemente preservados na Biblioteca Pública de Nova York para as Artes Cênicas do Lincoln Center. As próximas sessões serão uma rara chance de aprender os movimentos do próprio mestre.

Fontes: Korea Times, Zen Dance.

Para Saber mais: Appan, ou enviar um e-mail para [email protected]

avatar
About Lia Carvalho Kesselring

Editora de conteúdo (Brasília) – Futura Internacionalista, mineira germânica candanga. Gosta de 4Minute (K-pop) à Mozart, de Personnal Taste (k-drama) à Game of Thrones, e de Bulogi (churrasco coreano) à Queijo com Doce de Leite.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.