Jongmyo / BrazilKorea

Imagem: http://londonkoreanlinks.net/

Jongmyo, com seu layout espacial único, é o mais antigo e autêntico dos santuários reais confucianos e foi preservado em sua totalidade.

O santuário é uma estrutura simbólica que transmite a legitimidade da família real e era visitada regularmente pelo Rei para participar dos ritos ancestrais para desejar proteção e segurança para o povo e o Estado. Dedicado aos antepassados ​​da dinastia Joseon (1392-1910), o santuário foi construído em meados do século 14, mas destruído durante a ocupação japonesa (Séc. 16) e sua reconstrução aconteceu no inicio do século 17 com algumas modificações no prédio.

O Santuário de Jongmyo foi listado como Patrimônio Mundial pela UNESCO e a Cerimônia Jerye,  realizada para culto dos últimos reis e rainhas da Dinastia Joseon, bem como o Jongmyo Jeryeak, música tribunal tocada no ritual, foram incluídas ​​na lista de obras-primas do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade. O ritual acontece apenas uma vez por ano, em 2013 ocorreu no dia 05/05, para mais informações acesse o link do Korea Tourism Organization

Informações:

De segunda a sexta e no domingo, os visitantes podem só entrar no Santuário em visitas guiadas e em horários específicos, no sábado as visitas são liberadas.  Mais informações sobre a localização do Jongmyo, horários de visita, preço, etc podem ser encontradas em inglês no site Korea Tourism Organization.

Para quem quiser se aprofundar mais o site Jongmyo disponibiliza informações (em inglês), videos e fotos, entre outras coisas.

Fontes: Korea Tourism Organization, Unesco, Cultural Heritage Administration of Korea

avatar
About Rafaela Braga

Editora de Conteúdo (Minas Gerais) - Bibliotecária, apaixonada pelo Oriente (principalmente pela tríade Japão/Coreia/Taiwan), viciada em livros, música, doramas e anime. Tem participado ativamente de fóruns e fansubbers relacionados a cultura asiática.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: