Haengkojae

Imagem: http://blog.daum.net/

Haengkojae busca valorizar o modelo de co-habitação, onde as pessoas podem combinar a autonomia da vida privada, aos benefícios da vida em comunidade, através de espaços inteligentes.

Popular em países como a Dinamarca, a co-habitação ou os modelos de edifício multi-domiciliar se tornaram uma alternativa, permitindo recriar estilos de vida e moradia. Em Seul, na Coreia do Sul, onde mais de 70% da população urbana mora em edifícios, esse tipo de habitação se popularizou através da Haengkojae.

A Haengkojae, que em tradução para o português se configura como uma “casa que irradia felicidade”, é hoje lar de três famílias que se conheceram em um cineclube em meados de 2006 e, tendo crescido ao passar dos anos, se depararam com preocupações da vida cotidiana moderna e os altos custos para se viver na capital coreana, os fazendo apostar na ideia de um novo modelo de vida e habitação.

O projeto do lar, tem como base espaços individuais e de convívio comum das famílias, onde podem partilhar de ações como plantação na horta comunitária, cozinhar e comer junto aos finais de semana, dividir tarefas e criar redes de solidariedade entre si nas cotidianidades.

Imagem: http://neokitchen.co.kr/

Cada andar da Haengkojae é habitado por uma família, mas também possui espaços coletivos como café, lobby, sala de estar, cozinha, banheiro, closet, sótão e até mesmo uma espécie de observatório astronômico.

Desde os anos 70 a especulação imobiliária em Seul já se mostrava um mercado em potencial, e considerando a possibilidade de ter uma casa própria como investimento,  já que é um bem lucrativo e que tende a valorizar conforme o tempo passa. Entretanto, para os moradores da Haengkojae, sua residência está para além do sentido de um investimento, e sim como um espaço onde se pode criar uma vida em conjunto.

Além disso, para alguns, morar na Haengkojae, representa a possibilidade de se ter mais qualidade de vida e liberdade, o que não impede de que haja também códigos e regras comuns a serem combinadas entre os moradores, e que conflitos surjam no cotidiano.

Por isso, as famílias planejam viver juntas durante 10 anos e após este período, avaliar a experiência e decidir se podem continuar a partilhar este modo de vida ou se devem se adaptar a outro estilo.

Movimentos e projetos como o da Haengkojae, tem se tornado populares e já se tem pensando em mecanismos de incentivo a este estilo de vivência habitacional e formas de apoio governamental.

Haengkojae fica localizada no bairro Naebal no distrito de Gangseo em Seul.

Conheça um pouco mais sobre a Haengkojae neste documentário produzido pela KBS, sob versão brasileira transmitida pela TV Escola AQUI!

Fontes: TV Escola | News Chosun

avatar
About Barbara Brisa

Editora de conteúdo (Brasília) - Socióloga e pesquisadora sobre cultura e tradição coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *