Love X Stereo é dupla de eletro,  baseada em Seul, capital da Coreia do Sul. Eles já tocaram em diversos festivais ao redor do mundo e participaram do K-Rookie 2014, no qual ficaram em segundo lugar.

Love X Stereo portrait / Korea photographer Manchul Kim

Love X Stereo portrait / Korea photographer Manchul Kim

Love X Stereo é uma dupla electro de Seul, Coreia do Sul. Consistindo de uma vocalista e sintetizadora,  Annie Ko, e um guitarrista e produtor, Toby Hwang, a dupla estreou em 2011, lançando um álbum EP intitulado Buzzin ‘. A dupla conseguiu o segundo lugar no K-Rookie 2014 e já participou de diversos festivais internacionais como: K-CON 2016 em Los Angeles e South by Southwest 2016 em Austin.

1. Como vocês se conheceram? Como foi o processo de formação do Love X Stereo e como surgiu o nome da banda?

Toby estava originalmente em sua própria banda punk, a “Skrew Attack”. Eu me juntei a banda por volta de 2005. Estamos juntos desde então e começamos o Love X Stereo no final de 2011. Nós sempre gostamos da palavra “stereo” e naquele momento estávamos escutando “The Cardigans – Love fool” e instantaneamente queríamos adicionar a palavra “love”. Nós colocamos o “X” no meio para dar sentido de colaboração “Love X Stereo” significa, o amor vai nos dois sentidos.

2. Como é o processo criativo de vocês?

Depende das música, algumas letras surgem primeiro, outras vezes é o ritmo. Em outras vezes, nós apenas começamos com um som legal ou um riff que nós criamos com os sintetizadores.

3. Como vocês analisam o cenário da música eletrônica na Coreia do Sul?

A música eletrônica está evoluindo, com certeza, em diferentes jeitos. Há DJs fazendo música estilo EDM e há artistas fazendo música estilo eletrônica/synthpop também. Vocês deveriam checar eles, você pode encontrá-los no bandcamp, o melhor jeito de encontrar música boa.

4. Como foi participar do K-Rookie 2014 e ganhar segundo lugar?

Bem, honestamente, nós não no consideramos “rookies” porque temos feito música desde 1996 e enquanto estivemos na competição, outras bandas como LudiSTELO também não era “rookies”. Então, não se tratou apenas da competição e sim das vantagens, mesmo assim, ficamos lisonjeados de ser segundo colocado. Nós finalmente compramos uma mini van por causa disso (não sofisticada, mas funciona bem). Pegar um táxi no meio da noite em um dia de neve por duas horas – esses dias se foram, não posso reclamar.

5. Vocês participara de vários festivais internacionais e se apresentaram em diferentes países. Qual foi a diferença entre a recepção pública em cada local?

Nossos fãs na Coreia são, geralmente, muito tímidos. É por causa da música, eu acho. Letras escritas em inglês, apresentação anormal, gênero de música impopular, todas essas coisas criam distância entre nós e o público. Mas sempre que executamos na frente de uma multidão ocidentais a reação é totalmente diferente. Eles dançam, cantam, eles animam, e realmente entendem a nossa música e se identificam com ela. Audiência mais vibrante e nós gostamos tanto.

6. Qual país vocês gostariam de se apresentar novamente?

Na verdade qualquer país é legal. Nunca chegamos a atuar na Europa e América do Sul, então espero que isso aconteça em breve.

7. Como surgiu a ideia do projeto “37” e como o projeto está se desenvolvendo?

Depois de 6 anos fazendo o que estávamos fazendo, percebemos mais do que nunca, que nossos verdadeiros fãs estão lá fora, não aqui. Decidimos parar de tentar nós encaixar, e aceitar o fato de que nossa banda realmente não pertence aqui (a Coreia). Sendo assim, como nós alcançamos nossos fãs lá fora? Nós pensamos que a melhor maneira de fazer isso, é fazendo as coisas que fazemos melhor – o que é fazer muitas, muitas, músicas boas. Desde que temos o nosso próprio estúdio, fazer música não é realmente um grande problema, mas fazer 37 vídeos é definitivamente um desafio. Mas nós já lançamos dois de nossos vídeos de estilo DIY apenas para os nossos patrons e o feedback é incrível!
Além disso, temos 37 anos. Sem tempo a perder, sério. Depois de ver Bowie, Prince, Cohen e Princesa Leia falecendo, nós sentimos como se fosse agora ou nunca. Sabemos que 37 músicas em um ano é uma ideia completamente louca, o que faz mais sentido para nós, ironicamente.
(Nova música e vídeos serão lançados para o público geral mais tarde – começando por volta de março.)

8. As ideias de músicas e vídeos estão concluídas ou vocês estão fazendo durante o ano?

É um projeto em curso, sendo assim, nós estamos fazendo todos durante o ano. O que é mais divertido! Feedback instantâneo é sempre divertido e motivador.

9. O que inspira vocês?

Liricamente, coisas cotidianas que estão acontecendo ao nosso redor. Coisas que nos afetam direta ou indiretamente. Coisas nas notícias, coisas que nos aconteceram ou aos nossos amigos. Coisas que vemos nos filmes ou revistas. Música que ouvimos no momento.
Musicalmente, tenho que dizer que “instrumentos” realmente nos inspiram. Nós gostamos de misturar instrumentos analógicos e digitais, então o que nós fazemos com os instrumentos naquele momento nos inspira mais.

10. Existe a possibilidade de você virem e se apresentarem no Brasil?

Gostaríamos de nos apresentarmos no Brasil. Vocês podem nos ajudar com nosso projeto “37” no site Patreon e assistir ou ouvir nossas novas músicas quantas vezes for possível, nós seremos capazes de chegar lá em nenhum momento.

11. Agora uma pergunta sobre o turismo. Que lugares vocês sugerem às pessoas que estão visitando a Coreia do Sul e querem saber mais sobre música e arte indie?

Se você é um amante da música indie, você tem que ir para a área de Hongdae, onde todos os clubes ao vivo estão localizados. Eu sugiro que você experimente o “Live Club Day“. Um bilhete lhe dará acesso total a muitos clubes ao vivo em determinado dia – que é a última sexta-feira de cada mês.
Se você gosta de arte e história, basta ir ao Museu Nacional da Coreia. Um edifício maciço cheio de tesouros. E a melhor parte é que a entrada é gratuita. (Exceto em exposições especiais).

12. Para quem é novo na música eletrônica coreana, que músicas vocês sugerem?

Eu diria que basta ouvir o álbum inteiro, não apenas uma música. Ouça artistas como Neon Bunny, Aseul, LudiSTELO, HEO, From The Airport, Glen Check e muitos outros.

13. Há algo que você gostaria de dizer aos seus fãs brasileiros?

Feliz Ano Novo. Espero conhecê-los em breve! [resposta foi em português]

 

Love X Stereo portrait / Korea photographer Manchul Kim

Love X Stereo portrait / Korea photographer Manchul Kim

Love X Stereo is an electro  duo from Seoul, Korea. Consisting lead vocalist and synthesizer, Annie Ko and guitarist and producer Toby Hwang, the duo debuted in 2011, releasing an EP album called Buzzin ‘. The duo took second place at K-Rookie 2014 and has participated in several international festivals such as: K-CON 2016 in Los Angeles and South by Southwest 2016 in Austin.

1. What was the formation process of the Love X Stereo? How did you two meet? How you came up with the name?

Toby was originally in his own punk band called Skrew Attack. I joined the band around 2005. We were together since then, and we started Love X Stereo in late 2011. We always liked the word “stereo”, and at that time we were listening to The Cardigans’ “Love Fool” and instantly wanted to add the word “Love”. We put “X” in between so it gives more collaborative meaning into it. “Love X Stereo” means, love goes both ways.

2. How is your creative process?
 It depends on the song really. Sometimes the lyrics come out first, sometimes the rhythm comes out first. And sometimes, we just start from a cool sound or riff we made up with our synthesizers.
3. How do you analyze the scene of electronic music in South Korea?

Electronic music is evolving for sure – in many different ways. There are djs doing EDM style music and there are artists doing electronic/synth pop style music as well. Great electro bands out there. You should check them out – find them on bandcamp: best way to find good music.

4. How was participated in K-Rookie 2014 and getting the second place?

Well, honestly, we don’t consider ourselves as “rookies” because we’ve been making music since 1996. And while we were on competition, other bands like LudiSTELO were also “not rookies”. So, it was not so much about the competition, it was more about the perks :D But still, we were very flattered to be the runner-up. We finally bought a mini van because of it. (Not a fancy one, but works just fine.) Trying to grab a cab in the middle of the night in a snowy day for 2 long hours – those days are gone, so can’t complain.
5. You have participated in several international festivals and perform in different countries. What was difference between the public reception in each place?
Our fans in Korea are usually very shy. It’s because of the music, I think. Lyrics written in English, abnormal presentation, unpopular music genre – all these things create distance between us and the audience. But whenever we perform in front of an western  crowd, the reaction is totally different. They dance, they sing back, they cheer, and really get our music and relate to it. More vibrant audience – and we like that so much.

6. Which country would you like  to perform again?

Any country is cool, actually. We never got to perform in Europe and South America, so hope that happens soon.

7. How did the idea of “37” project come about and is the project developing?

After 6 years of doing what we were doing, we realized more than ever, that our true fans are out there, not here. We decided to stop trying to fit in, and accept the fact that our band really doesn’t belong here. So, how do we reach our fans out there? We thought the best way to do so, is by doing the things we do best – which is making many, many, damn good songs. Since we have our own studio, making music isn’t really much of a problem, but making 37 videos is definitely challenging. But we’ve already released two of our DIY style videos only to our patrons, and the feedback is awesome!
Also, we’re 37 years old. No time to lose, seriously. After watching Bowie, Prince, Cohen, and Princess Leia passing away, we felt like it’s now or never. We know 37 songs in 1 year is completely a mad idea, which makes more sense to us, ironically.

(New music and videos will be released to the public later on – starting around late March.)

8.  The songs and videos ideas are finished or are you doing them during the year? 

It’s an on-going project, so we’re doing all of ‘em during the year. Which is more fun! Instant feedback is always fun and motivating.

9. What inspires you?

Lyrically, everyday stuff that’s happening around us. Stuff that affects us directly or indirectly. Stuff on the news, stuff that happened to us or our friends. Stuff we see in the movies or magazines. Music we listen to at the moment.

Musically, have to say that “instruments” really inspires us. We like to blend analog and digital instruments, so what we come up with those instruments at that time inspires us the most.

10. Is there a possibility of you come and perform in Brazil?

We’d love to perform in Brazil. You help us out with our project “37” on Patreon, and watch or listen to our new songs as many times as possible, we’ll be able to get there in no time :)

11. Now a question about tourism. What places do you suggest to people who are visiting South Korea and want to know more about indie music and art?

If you’re an indie music lover, you have to go to Hongdae area where all the live clubs are located. I’d suggest you to experience the “Live Club Day“. One ticket will give you full access to many live clubs that particular day – which is the last Friday of every month.

If you love art and history, just go to the National Museum of Korea. Massive building with full of treasures. And the best part is – admission is free. (Except special exhibitions.)

12. For those who are new to Korean electronic music, which songs do you suggest?

I’d say just listen to the whole album, not just one song. Listen to artists like, Neon Bunny, Aseul, LudiSTELO, HEO, From The Airport, Glen Check, and many others.

13. Is there anything you would like to say to your Brazilian fans?

 Feliz Ano Novo. Espero conhecê-los em breve! [the answer was in portuguese, means “Happy New Year. I hope to meet you soon]

avatar
About Leslie Bernicker

Editora Chefe Boletim Informativo. Estudante de jornalismo, apaixonada pela Coreia do Sul, passa horas assistindo a doramas e está sempre a procura de novas bandas no cenário musical coreano.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.