KIA

Imagem: kia.com.br

A KIA (KIΛ – 기아자동차) é a segunda maior montadora de carros da Coreia do Sul e uma das dez maiores montadoras de carros do mundo. A marca destaca-se no Brasil por ter uma das mais completas famílias de veículos entre as importadoras – incluindo sedãs, minivan, SUVs, compacto, cupê e comercial leve.

Fundada em 1944, a fábrica na época se chamava Kyungsung Precision Industry e produzia partes para bicicletas. Em 1951 a companhia lançou a primeira bicicleta totalmente coreana, a Samchully  (modelo que se tornou marca da empresa que hoje é liderada pelo neto do fundador da KIA). Neste mesmo mudou o nome para KIA Industries. Em sua história, teve muitas parcerias técnicas através de licenças, montando carros de diversas outras marcas como Honda, Fiat, Mazda, Peugeot na Coreia .

Em 1974 apresentou o seu primeiro carro de passageiros, o Brisa. Dois anos depois, a empresa comprou a, também coreana, Asia Motors, uma construtora de veículos comerciais. Em 1981  por decisões governamentais a companhia passou a produzir principalmente viaturas comerciais, entre as quais se destacava o utilitário Bongo.

Em 1990 passou a chamar-se KIA Motors e em 1991 lançou-se no mercado internacional com os modelos Sephia e Sportage. O 50º aniversário da marca foi comemorado em 1994 com a mudança de nome para KIA Motors Corporation e com o lançamento do primeiro motor coreano de 16 válvulas a gasolina. Em 1995 começou a produzir o Sephia na Europa e dois anos depois lançou de uma vez três modelos novos: o Carnival (primeira minivan coreana), o esportivo Shuma e uma série de caminhões.

Os constantes investimentos da década de 1990 consumiram milhões de dólares e a empresa esteve perto da falência em 1997,  sendo adquirida em 1998 pela Hyundai, surgindo o conglomerado Hyundai Kia Automotive Group, com a Hyundai tendo 33.6% no controle acionário. Depois desta união, é comum os carros destas duas marcas terem os mesmos conceitos e plataformas como ocorre com Sportage e Tucson ou Bongo e HR.

Hoje, a companhia opera 15 plantas de manufatura e montagem em dez países, com capacidade produtiva superior a mais de 2,5 milhões de veículos/ano, comercializados e assistidos por meio de uma rede de distribuidores e autorizados em 149 países.

KIA no Brasil

No Brasil a empresa está desde 1992 e é representada por José Luiz Gandini. A sede é na cidade de Itu-SP e o pátio dos veículos recebidos da Coreia fica em Vitória – PE.

A KIA Motors do Brasil lançou-se no mercado brasileiro com a van Besta, porém em 2005 este modelo saiu de linha na Coreia do Sul. Então a importadora brasileira mudou toda sua rede e ampliou seu o mercado para carros de passeio.

Atualmente quase todos os carros oferecidos pelas concessionárias vem da Coreia do Sul, com exceção do Cerato (proveniente da recém inaugurada fábrica no México) e do utilitário Bongo (Uruguai). Até o fim de 2018 a empresa deverá receber mais produtos da planta do México, como o Rio e um SUV de porte menor que a Sportage.

Curiosidades:
* Os modelos Soul e Sportage em sua versão Flex, são fabricados na Coreia exclusivamente para o mercado brasileiro.
* A Kia na Coreia produz também veículos utilitários para o exército do país.
* Em 2012 foi  patrocinadora do time de futebol Palmeiras e do campeonato brasileiro de futebol.
* Em agosto de 2014, a empresa recebeu atenção internacional quando o Papa Francisco utilizou  um de seus carros compactos durante uma visita de cinco dias à Coreia do Sul. O Kia Soul chamou mais atenção do que outros dois veículos utilizados pelo Papa, o Carnival e o Santa Fé (Hyundai).
* No dia 01/02/2018 a Kia Motors dos Estados Unidos lançou o seu novo carro Stinger, na propaganda além do famoso Steve Tyler (Aerosmith) aparece o ex-piloto brasileiro Nelson Fittipaldi. Assista AQUI.

Agradecimentos: KIA Power Imports – Blumenau
Fontes: KIA Motors Brasil , Wikipedia ¹.

avatar
About Alcina Knabben

Editora Executiva (Florianópolis - SC) - professora universitária, mestre em administração, apaixonada pela Coréia (negócios, maquiagem, comidas e TV) tem se dedicado a importação e a divulgação da cultura coreana.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *