BrazilKorea Cheonggyecheon Stream

Imagem: english.yonhapnews.co.kr

Os cidadãos de Seul agora podem recarregar seus smartphones, tablet e computadores em meio a bela paisagem de Cheonggyecheon Stream, no centro da cidade. Foram criadas cinco estações ao longo do córrego que geram eletricidade utilizando água corrente. É a primeira vez que uma estação de recarga de dispositivos móveis utiliza o recurso de hidrelétrica em pequena escala.

A instalação foi desenvolvida por uma start up chamado Innomad e financiada através de um website. A reação dos cidadãos perante a instalação será medida durante um período de três meses.

Segundo um funcionário da empresa, a instalação de geração de energia hidrelétrica em pequena escala, minimiza os efeitos negativos sobre o meio ambiente, uma vez que produz eletricidade sem barragens, usando apenas uma turbina simples.

smartphone-charging-stations

Imagem: Planetcustodian.com

O projeto e seu financiamento são parte dos esforços da cidade para procurar energias alternativas, aumentando o número de sistemas de energia  para garantir um suprimento estável de energia em caso de apagões e emergências. Cerca de 10 fornecedores de energia, incluindo a Nuclear Power Co. e a Coreia Midland Power Co. estão participando do projeto.

As plantas de energia alternativas fornecerão eletricidade principalmente a infra-estrutura da cidade, incluindo sistemas de metrô e instalações de esgoto. Essas empresas de energia são necessárias para aumentar a oferta de energia renovável para 10% até 2022″, disse um funcionário da Innomad.

Enquanto isso, a cidade também pretende proporcionar aos cidadãos estações de recargas com energia solar em torno de Gwanghwamun Plaza, no centro de Seul.

Na mesma linha, a cidade lançou um novo projeto de energia solar, a ser financiada principalmente por moradores locais. O projeto, conhecido como Energia Bem-estar, envolve a construção de uma usina de energia solar de 1MW, a um custo de 2,6 bilhões de won (2,6 milhões de dólares), que é projetada para produzir eletricidade suficiente para cerca de 300 famílias.

Agradecimentos: Lena Sull

Autor: Kim Yon-se (Kys@heraldcorp.com)

Fonte: Korean Herald

 

avatar
About Lilly Moratelli

Editora de Conteúdo (Uberaba- MG) - Formada em jornalismo, apaixonada por cultura asiática, principalmente novelas e filmes.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *