Bokbunja ju

Imagem: http://withbuyer.com/

Assim como os vinhos da França diferem de região para região, na Coreia também encontramos uma grande variedade de bebidas alcoólicas diferenciadas por região.  Hoje falaremos sobre o Bokbunja ju (복분자주).

Bokbunja ju é um vinho licoroso feito com framboesas pretas (selvagens ou as cultivadas, nativa da Coreia), denominada por bokbunja (복분자). Ele é produzido através da fermentação da fruta e, em algumas variantes de produção, também pode conter arroz e erva jicho.

Bokbunja ju tem sido feito e consumido, tradicionalmente por mais de 1.400 anos em uma vila perto do Templo Seonunsa, na região de Gochang, mas hoje já é feito na Coreia, em escala comercial, nas regiões de Gochang County, Jeollabuk, em Damyang, Jeollanam, bem como na Ilha Jeju.

Existem diversas lendas a respeito dessa bebida. Uma delas é que a séculos atrás, um casal com uma criança doente foi abordado por um monge budista , que sugeriu que fosse dado a criança o vinho da framboesa, que fez a criança saudável novamente. Outra lenda vem do Chinês onde bokbunja é escrito como (覆盆子) e diz que a fruta faz um homem tão enérgico que o penico quase vira quando ele urina. 

Independente das lendas, o Bokbunja ju tem fortes indícios de combater o câncer e de efeitos antienvelhecimento, além de ser eficaz na prevenção da esclerose arterial e trombose. Sabe-se também que ajuda a melhorar a visão e a memória.

Mas no contexto científico, temos conhecimento apenas de uma experiência realizada em 2008, por cientistas coreanos, que confirmaram que a framboesa aumentou os níveis de testosterona e contagem de espermatozoides em ratos. Desde então a bebida teve seu consumo vinculado a ideia de ser um afrodisíaco, e passou a ser associada com a virilidade masculina.

Valor aproximado: 20.000 ~ 50.000 ₩

Como comprar: Disponíveis em lojas de departamento e os grandes supermercados. Também disponível em lojas e lojas ao redor do Templo Seonunsa (선운사) em Gochang.

Fonte: Kobi’ Kitchen (inglês) e Wikipedia (inglês)

 

avatar
About Lamara

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.